Bolsa Família 2019

Criado no ano de 2003, o Bolsa família é um dos programas assistências do Governo Federal mais bem-sucedidos na atualidade. Com a finalidade de ajudar famílias em situação de pobreza e extrema pobreza a superar a situação econômica desfavorável, o programa já ajudou a milhões de famílias brasileiras a superarem a fome e a miséria. Esse ano, contudo, o calendário do bolsa família 2019 apresentou uma série de mudanças nas datas em relação aos anos anteriores, para tornar o processo de distribuição de renda mais democrático. Saiba tudo o que você precisa saber sobre o bolsa família 2019 abaixo:

Bolsa Família 2019

Bolsa Família 2019

Programa Bolsa Família 2019

O Programa Bolsa Família basicamente beneficia as famílias em situação de pobreza e extrema pobreza – isso significa, famílias em que a média de renda mensal não ultrapasse os R$ 85,00 mensais, ou seja 10% de um salário mínimo. A expectativa é que, com o aumento esperado para o salário mínimo no ano de 2019, haja um reajuste tanto nos valores pagos pelo programa, quanto no máximo exigido de renda mensal para inclusão no programa social.

O benefício é recebido pelo grupo familiar em uma conta na Caixa Econômica Federal, e pode ser sacado tendo em mãos o seu cartão do Bolsa Família. Esse cartão é recebido pelos beneficiários em casa uma vez que seus adastro tenha sido feito na prefeitura, e sua documentação tenha sido analisada e aprovada pelos órgãos responsáveis da União.

Calendário Bolsa Família 2019

O Calendário Bolsa Família 2019 é divulgado tono o ano pela Caixa Econômica Federal junto ao Ministério do Desenvolvimento Social. Por meio desse calendário é possível que os beneficiários do programa possam consultar as datas de pagamento do seu benefício. Para que você possa consultar sua data é necessário ter o cartão Bolsa Família em mãos e consultar o último dígito do mesmo, no qual a tabela se baseia. Confira:

Cadastramento Bolsa Família 2019

Para ter direito a receber o benefício, é necessário ir até a secretaria de assistência social de seu município com os seus documentos pessoas e dos seus membros familiares, junto com o comprovante de residência. No ato do cadastramento podem ser solicitados também outros documentos.

Anualmente ocorre o recadastramento Bolsa Família, o que certifica o Governo de que a família ainda necessita receber tal benefício. Para se recadastrar no programa, um membro da família deve ir até a Secretaria da Assistência Social com documentos que comprovem a renda e participação e assiduidade das crianças que compõe o grupo familiar para continuar cadastrado no programa do Governo, como um incentivo ao fim da evasão escolar nas famílias mais pobres.

No caso de ter o recadastramento negado, você pode tentar realizar o cadastro no Programa novamente no mês seguinte.

Quem tem Direito ao Bolsa Família 2019

As famílias que têm direito a receber o auxílio do Bolsa Família são as que vivem em situação de pobreza ou de extrema podreza, ou seja, famílias na qual a renda mensal por pessoas não passe de R$ 170,00 e que possuam junto ao grupo familiar crianças em fase de amamentação, em período escolar, adolescentes até os 17 anos de idade e grávidas.

Para que seja possível receber o benefício é necessário comprovar frequência mínima escolar das crianças na escola e que sua carteira de vacina esteja em dia. Se ainda a família possuir uma renda mensal inferior a R$ 85,00, a mesma tem direito a um auxílio extra.

Valor do Bolsa Família 2019

O valor do Bolsa Família 2019 é pago de acordo com a situação familiar, não são todas as famílias que recebem a mesma quantia, esse valor é dividido em quatro diferentes modalidades, confira quais são essas:

  • Benefício Básico: esse é pago para as famílias em situação mais pobre, em que a renda do grupo familiar não ultrapasse o valor mensal de R$ 85,00 por pessoa. A quantia paga pelo Governo é de R$ 85,00;
  • Auxílio Variável: o auxílio variável é pago para os membros do grupo familiar que possuem idade entre 0 a 15 anos, sendo no valor de R$ 39,00 por criança. Lembrando que é possível cadastrar até 5 filhos ou dependentes;
  • Auxílio Variável Jovem: pago aos jovens com idade de 16 e 17 anos, sendo no valor de R$ 45,00 por cada jovem. Devemos lembrar também que é possível cadastrar até 2 jovens e os mesmos devem estar com os estudos em dia;
  • Superação de Extrema Pobreza: o último benefício já tem sua função no próprio nome, ele é pago às famílias que não ultrapassem a renda mensal de R$ 85,00 por pessoa. O valor pago nesse caso é calculado de acordo com a situação da família.

Como o Pagamento é Realizado

O Pagamento do Bolsa Família 2019 é realizado na datas do calendário estipulado pelo Ministério do Desenvolvimento Social a cada ano Esse calendário contém todas as datas de pagamento é divulgado no início de cada ano, podendo ser encontrado em agências da caixa ou em lotéricas, normalmente preso em um painel em destaque na agência.

As datas de pagamento são divididas de acordo com o último dígito do cartão, evitando assim que todas as pessoas façam o saque do benefício no mesmo dia, o que causaria muito tumulto nos postos de atendimento. Assim a demanda pelo benefício é dividida durante praticamente todo o mês, evitando muitas filas na agência bancária e perda de tempo.

O saque do benefício em 2019 pode ser feito em qualquer local autorizado pela Caixa, como Agências da CEF, postos de atendimento do Caixa Aqui espalhados pela cidade ou mesmo em lotéricas autorizadas pela Caixa. Lá você também poderá consultar o calendário de pagamentos do benefício, que é efetuado de acordo com o último dígito do Cartão do Programa.

Aumento do Bolsa Família 2019

Recentemente, o Programa Bolsa Família teve um reajuste de 12%, para compensar as perdas devido a inflação do período. Dessa maneira, os benefícios do programa tiveram um aumento, repassado para todos os beneficiários, conforme a tabela a seguir:

Valor Bolsa Família Valor Bolsa Família 2017
Valor por criança R$ 35,00 R$ 39,00
Valor por Jovem R$ 42,00 R$ 45,00
Valor por família carente R$ 77,00 R$ 85,00

Apesar de não ser um aumento expressivo na renda das famílias que recebem o benefício, este aumento vem bem a calhar, compensando parte dos aumentos de preços que muitos produtos de necessidade básicos tiveram no último ano.

Avalie:
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 votes, average: 4,50 out of 5)
Loading...

CONTINUE LENDO

Deixe seu comentário!

Os comentários estão desativados.